Posts

Sites Feitos com WIX são Desindexados pelo Google

E isso não é um boato, o próprio Google emitiu um comunicado oficial explicando o problema no seu fórum para webmaster.

Como estou no mercado de criação, não conheço ninguém que tenha um site criado no Wix para averigurar se realmente houve uma queda de acessos nas buscas orgânicas, para isso conto com a ajuda de vocês que tenham sites na plataforma e averiguem isso, e deixem um comentário aqui no post.

Não houve um pronunciamento por parte do Wix sobre isso mas, em contrapartida, o Google promete solucionar o problema (só não diz quando).

E não pensem que há poucos sites construídos no Wix, eu vejo muitos, principalmente em português. A falta de conhecimento da maioria das pessoas aliada à facilidade de construção de sites no Wix, popularizou o sistema mas trouxe problemas aos usuários.

Além dessa desindexação, não é raro os usuários do Wix sofrerem com problemas em seus sites e não conseguirem solução (principalmente os que possuem o plano free). Além disso há restrições para instalar alguns recursos e pasmem, não há como realizar backups completos do site.

Sei que o Wix serve principalmente para aquela empresa ou pessoa que precisa de um site rápido e não pode pagar um profisisonal para fazer, mas com uma rápida pesquisa na internet, pode-se achar soluções viáveis e baratas, como é o caso do sistema WordPress que eu uso aqui no blog.

Enfim, se você depende do tráfego do seu site que está no Wix para vender um produto ou serviço, recomendo fortemente procurar uma solução urgente. Caso tenha interesse em migrar para uma plataforma própria e confiável, entre em contato que indico bons profissionais freelancers que podem te ajudar por um preço justo, pessoas que já me ajudaram e ainda ajudam muito a manter todos meus projetos na web on-line.

Fonte: aletp.com

, ,

Números da Indústria de Eventos no Brasil

É o que mostra o relatório “2º Dimensionamento Econômico do Setor de Eventos”, elaborado pela Associação Brasileira das Empresas de Eventos (Abeoc) em parceria com o Sebrae.

Segundo o relatório divulgado no dia 14 de outubro, durante o ano de 2013 foram realizados 590 mil eventos no país, com um total de 202,2 milhões de participantes e R$ 209,2 bilhões em receitas – o equivalente a 4,32% do PIB do país no período. O valor representa também um crescimento de 460% em relação ao ano de 2001, utilizado como base no último levantamento equivalente.

A região Sudeste continua sendo o principal polo, abrigando 52% do total de eventos (305,7 mil) e 53% do público (106,2 milhões). O segundo lugar é dividido entre as regiões Nordeste, com 116,3 mil eventos (20% do total); e Sul, com 37,3 milhões de participantes (18% do total).

Em relação aos meios utilizados para divulgação e promoção, a internet definitivamente substituiu os canais tradicionais.

Segundo o relatório, sites (84,4%), redes sociais (66,6%) e e-mail marketing (46,6%) são as três ferramentas mais utilizadas – vale destacar que todas essas funcionalidades são oferecidas pela Eventioz. O mobile aparece na 12º posição, com 7,9% de participação e deve crescer nos próximos anos.

No total, estima-se que a indústria de eventos gere cerca de 7,5 milhões de empregos direta e indiretamente. Para chegar aos números, o relatório consultou 60 mil empresas do segmento. Para ler o relatório na íntegra, click Abeoc.

Vídeo com algumas informações:

Eventos

Nothing Found

Sorry, no posts matched your criteria