Posts

Barber Week

Feira

Em uma área de 3.500 m², a feira reunirá as principais marcas do segmento de Beleza Masculina, a área Barber será amplamente apresentada A todos os visitantes. O Barber Week será o evento mais completo do segmento Barber da América Latina, a Feira de Negócios promete parar São Paulo nos seus dois dias, será o momento para que todos possam conhecer os lançamentos das marcas, fazer parcerias, desenvolver relacionamentos comerciais e logicamente adquirir produtos e móveis para seus negócios. A expectativa é de um público superior á 5000 visitantes em seus dois dias de evento, garanta a sua participação. Na aquisição do congresso você terá acesso livre a feira.

Congresso

O Congresso do Barber Week será um verdadeiro centro de informação e atualização, que proporciona ao profissional do setor de beleza masculino uma grande oportunidade de conhecer as últimas tendências, aprender novas técnicas e atualizar seu portfólio para acompanhar esse mercado tão competitivo e em crescente transformação.

A participação no congresso garante acesso gratuito à feira do evento nos seus dois dias.

Inscrição para Congresso

Este evento promete ser um marco no mercado Barber no Brasil.

* Incluso certificado de participação
** Na compra do congresso você terá acesso gratuito a feira nos dois dias

Credenciamento Feira

Site

Dill Black

Eduardo Muller

MARIO SERGIO CORTELLA – ” A ARTE DE LIDERAR “

Única apresentação dia: 26 de Abril de 2017

Atenção: “caso a compra seja feita via celular o assento será escolhido automaticamente. para escolha manual faça a compra via computador”

Quarta-feira às 20h

Valores:

Plateia – Inteira R$ 99,00 | Meia Entrada R$ 49,50 | Aluno Anhembi Morumbi R$ 39,60

Mezanino 1- Inteira R$ 80,00| Meia Entrada R$ 40,00| Aluno Anhembi Morumbi R$ 32,00

Mezanino 2- Inteira R$ 70,00| Meia Entrada R$ 35,00| Aluno Anhembi Morumbi R$ 28,00

Compras On-line:

Gênero: Palestra Motivacional

Classificação: Livre– menores de 14 anos só acompanhados dos pais ou responsáveis.

Duração: 90 minutos

Ponto de Venda Sem Taxa de Conveniência:

Bilheteria do Teatro Gamaro

Localização: Rua Doutor Almeida Lima, 1176 – Mooca – Estação Bresser/Mooca (Saída pela Rua Ipanema)

Atendimento da Bilheteria: Quarta-feira à Domingo: 14h as 19h.

(Em dias de apresentação até o início da sessão).

Lotação: 780 pessoas

AVCB Nº:262007– Validade 25/09/2019

Alvará de Funcionamento Nº 2016-11563-00 – Validade 13/08/2017

,

Seu planejamento de eventos pode estar errado???

Sua checklist está muito vaga

A atenção aos detalhes pode significar a diferença entre convenção que é apenas “ok” e um evento incrível na sua empresa. Por exemplo, a única maneira de garantir que sua checklist contenha crachás com nomes impressos, etiquetas em branco para participantes de última hora e canetas para escrever os nomes é escrevendo esses detalhes na checklist. Se houver um item apenas com “Crachás”, isso vai lembrar você que você precisa delas, mas incluir mais detalhes vai garantir que o trabalho será bem feito:

Checklist com itens vagos

● Crachás
● Itens entregues aos participantes

Checklist com itens detalhados

● Crachás com nomes impressos
● Cordões ou pins
● Etiquetas em branco
● Canetas
● Programação da convenção
● Mapa do local
● Login e senha para acessar o WiFi
● Mesa ou cadeira individual do participante
● Informações turísticas locais
● Pesquisas ou questionários

Lembre-se: quanto mais abrangente for sua checklist, mais provável será que você preste atenção a todos esses detalhes. Uma lista detalhada também permite que você facilmente atribua tarefas para outras pessoas sem se preocupar se elas entenderão o que precisa ser feito.

Sua checklist está desatualizada

Convenção tecnológica

A checklist faz referência a uma filmadora ou a uma máquina de fax? Se o fizer, talvez seja a hora de uma revisão. Você pode pensar que não é grande coisa ter itens desatualizados na checklist, afinal você pode apenas atualizar esses itens em sua cabeça, certo? Errado. Mudanças na tecnologia muitas vezes significam sistemas completamente novos. Agora você pode não ter que se preocupar em conectar um cabo para acessar um site ou arquivo. Na verdade, você pode até não ter acesso a uma tomada, mas terá de usar o WiFi. Seu checklist traz a necessidade de descobrir como acessar o WiFi do local do evento? Você não quer descobrir que a resposta para essa pergunta é “não” apenas quando souber que precisa do WiFi para acessar a sua apresentação.

Redes sociais

Uma checklist desatualizada pode não incluir tarefas relacionadas à tecnologia mais recente para melhorar o envolvimento dos participantes, como as redes sociais. Certifique-se de incluir as redes sociais na checklist com as seguintes subtarefas:
Crie uma página do Facebook para a convenção e uma hashtag do Twitter para que os participantes interajam uns com os outros.
Compartilhe fotos como teasers nas semanas que antecederam o evento (use a hashtag!).
Use as principais redes sociais para postar informações e encorajar posts dos participantes.
Envie um lembrete após o evento para que os participantes compartilhem suas fotos. Inclua um link para qualquer feed da convenção que já tenha imagens.

Informações de contato

A tecnologia não é o único item da checklist que pode ficar desatualizado. As informações de contato de empresas de transporte podem ter mudado e você não vai descobrir até o momento em que houver um grupo perdido no aeroporto. Se você tiver esses detalhes atualizados em seu checklist, você não perderá tempo nem ficará estressado(a) ao chamar um carro para um dos palestrantes.

Faltam seções em sua checklist

Você pode ter a checklist mais atualizada e bem planejada para sua convenção, mas se faltarem informações cruciais, o mesmo acontecerá com seu evento. Sua checklist inclui uma seção para ações off-site e para aprendizagem experiencial? E quanto a todos os detalhes relativos ao tema da convenção? À medida que você continuar desenvolvendo e aprimorando seus eventos corporativos, adicione novas seções de acordo com essas mudanças.
Uma boa checklist para planejar suas convenções pode ajudar na execução do evento. Quando você tem em mãos uma checklist com todas as seções relevantes e detalhes atualizados, é fácil modificá-la para o seu próximo evento. Ela servirá para lembrar de atividades que você pode ter esquecido desde a sua última convenção. Por exemplo, se você tiver começado a incluir módulos de treinamento em todos os eventos da empresa, inclua uma seção para essa atividade. Assim, você estará mais preparado para fazer novamente esse planejamento na próxima convenção.

Locação de Fusca

Realize seus sonho de andar com o Fusca Original podendo se aeroportos, reuniões de negócio, shows, eventos, casamentos, festas, convenções, restaurantes, produção cinematográficas e etc.

,

5º Prêmio Botequim Cultural: Votação Final

1. Prazo de Votação: 17 a 30 de janeiro

2. SERÁ COMPUTADO APENAS 1 VOTO POR IP – mas é possível exceções. (ex: residências em que mais pessoas queiram votar). Basta encaminhar e-mail para renatomello@botequimcultural.com.br, justificando o motivo e identificando o nome do votante, que será então computada sua escolha.

3. Em caso de mais de 1 voto do mesmo IP, será computado apenas o último(desde que não haja justificativa, conforme item 2).

4. Não é obrigatório o voto em todas as categorias.

5. O resultado final com todos os vencedores será divulgado dia 31 de janeiro.

6. O regulamento completo pode ser lido AQUI

Link da Votação Final

Boa Sorte a Todos…..

REVISÃO DE VÉSPERA – TRE/SP

APRESENTAÇÃO

No dia 11 de fevereiro chegará à capital da América Latina o melhor evento de Revisão de Véspera para o concurso do TRE – SP. Com participação dos Professores Marcelo Sobral (Direito Administrativo e Direito Constitucional), Bruno Oliveira (Direito Eleitoral), Felipe Oberg (Língua Portuguesa), César Vianna (Informática) e Geraldo Neto (Legislação) com dicas valiosíssimas para a sua aprovação.

PROFESSORES PRESENTES NO EVENTO

Marcelo Sobral – Direito Administrativo e Direito Constitucional Bruno Oliveira – Direito Eleitoral
Felipe Oberg – Língua Portuguesa
César Vianna – Informática
Geraldo Neto – Legislação

CARGA HORÁRIA

Por disciplina:
Direito Administrativo – 1h30 Direito Constitucional – 1h30 Direito Eleitoral – 1h30 Língua Portuguesa – 45min Informática – 30min Legislação – 1h


CRONOGRAMA E LOCAL Pré-abertura

08h15 – 08h45 – Professores convidados Ridison Lucas (Processo Civil e Processo Penal) e Robnei Stefanes (AFO) –
Curso Exército PHD / Porto Velho – Rondônia Abertura
09h00 – 10h30 – Marcelo Sobral – Direito Administrativo 10h30 – 11h00 – César Vianna – Informática

Intervalo (30min)

11h30 – 13h00 – Bruno Oliveira – Direito Eleitoral Almoço (1h30)
14h30 – 15h30 – Geraldo Neto – Legislação
15h30 – 16h15 – Felipe Oberg – Língua Portuguesa Intervalo (30min)
16h45 – 18h15 – Marcelo Sobral – Direito Constitucional

Inscrição : pelo site

Local

Teatro GAMARO – Rua Dr. Almeida Lima, 1.176 – Mooca – São Paulo/SP – CEP: 03164-000

CREDENCIMENTO

Solicitamos que todos os partipantes do evento cheguem ao local com no mínimo uma hora de antecedência ao início da aula, para identificação e credenciamento.

Hotel Oficial

Ibis Budget Frei Caneca – Tarifa promocional para participantes R$ 159,00 (singles, double e triple) e café da manhã a R$ 16,00 por pessoa.
Reservas pelo e-mail: h9610-re@accor.com.br
(mencionar o nome do evento REVISÃO DE VÉSPERA – TRE/SP para conseguir o desconto)
Rua Frei Caneca, 826 | Consolação – São Paulo – SP

Realização: www.papaconcursos.com.br

O Barato Sai Caro nos Eventos!!!

Escolher fornecedores para eventos corporativos é uma tarefa de muita responsabilidade. Essas empresas ou profissionais, em conjunto, farão com que todo o planejamento seja seguido. Uma escolha errada pode prejudicar o projeto de forma definitiva. E o pior: isso pode acontecer horas de o evento começar. É imprescindível fazer boas escolhas!

Um dos principais problemas que uma contratação ruim pode trazer é o “efeito dominó”. Para que tudo corra conforme o planejado, os fornecedores de eventos corporativos precisam trabalhar em time. Algumas vezes, a falha de um deles pode afetar os outros e resultar em um grande problema. Então, avalie a forma de trabalho e o comprometimento daqueles que você for contratar.

Outro cuidado que devemos ter é com o valor cobrado pelos fornecedores de eventos corporativos. Um dos maiores problemas enfrentados é optar pelo menor orçamento e depois perceber que o serviço não contempla tudo que você precisa. Nesse momento, é possível constatar na prática que “o barato pode sair caro”.

Cabe ressaltar que você tem o controle do planejamento, mas quem realmente o executa são os fornecedores de eventos. Portanto, uma escolha malsucedida pode resultar no fracasso do seu árduo trabalho. Seguindo as dicas que trouxemos neste artigo, você vai escolher os melhores profissionais para um evento corporativo de sucesso.

1. Pesquise, pergunte e avalie;
2. Alinhe suas expectativas e a experiência dos fornecedores de eventos;
3. Busque valor, não preço;
4. Faça uma avaliação in loco;
5. Descubra se o fornecedor é um bom aliado;
6. A TP Eventos esta pronta para auxiliar nosso clientes com todo o processo.

Calcular o ROI do seu Evento

Tão importante quanto promover um evento corporativo é saber calcular o retorno que ele trouxe. Especialmente nos dias atuais, nos quais as empresas têm buscado maior índice de custo-benefício, investindo o mínimo possível. Calcular o ROI de eventos vai além da fórmula “lucro líquido divido pelos custos”. Outros fatores devem ser considerados para mensurar o retorno real.

Tendo em mente o objetivo do seu evento corporativo, devemos avaliar se ele foi alcançado. Isso pode ser feito por meio do nível de interação atingido entre os participantes e a empresa, se houve captação de novos clientes e como eles foram impactados pelo que aprenderam naquele momento.

O que é ROI e para que serve?

Return on Investment (ROI) é a análise dos retornos obtidos a partir de determinada ação. Partindo do pressuposto que toda ação tem um objetivo, a ideia é mensurar aquilo que foi alcançado e analisar seus resultados. Isso significa avaliar se aquela ação atingiu a meta esperada, como isso aconteceu, quais foram os impactos e, finalmente, se o investimento valeu a pena.

Métricas utilizadas para calcular o ROI de um evento corporativo.

Para facilitar o entendimento de como as métricas podem ser usadas, vamos imaginar a seguinte situação: você está organizando um jantar para empresários com alto potencial para se tornarem clientes da empresa. A proposta do evento é apresentar uma nova linha de produtos, específica para o mercado deles e pioneira do país. O objetivo é convencer os empresários de que esses produtos vão reduzir em 40% seus custos de produção mensais.

Como se calcula o ROI?

A conta para se obter esse número é bem simples, na verdade.

ROI = (GANHO OBTIDO – INVESTIMENTO INICIAL) / INVESTIMENTO INICIAL

Assumindo, por exemplo, que o ganho obtido da sua empresa tenha sido 500 mil reais e o investimento inicial tenha sido de 100 mil reais, temos:

ROI = (500.000 – 100.000) / 100.000

ROI = 4

Neste caso, o resultado significa que o retorno foi de quatro vezes o investimento inicial. E para você obter o ROI em forma de porcentagem, deve multiplicar o resultado do cálculo acima por 100. No exemplo citado, então, o retorno sobre investimento foi de 400%.

Agora, uma observação importante: o valor do investimento inicial deve incluir o dinheiro gasto em todo o processo e o tempo despendido. Assim, toda e qualquer despesa, por menor que tenha sido, deve ter sido incluída se o objetivo é ter um resultado mais preciso.

Satisfação dos participantes.

O primeiro passo para mensurar o sucesso de um evento corporativo é entender se os empresários ficaram satisfeitos com o que presenciaram. Imaginando que são pessoas muito ocupadas, será que eles acharam o tempo bem investido ou poderiam ter feitos coisas mais importantes se não tivessem comparecido?

Conhecimento promovido.

Mais do que conhecer um novo produto ou serviço, as pessoas comparecem a eventos com a intenção de aprender algo novo. Se a nova linha de produtos da empresa vai causar impacto ao empresário, como isso será feito? Quais tecnologias foram usadas? O que há de diferente no seu produto, em termos técnicos? Como mensurar a economia prometida?

Interação do participante com a empresa.

No exemplo citado, é importante avaliar a interação que os empresários passaram a ter com a empresa que promoveu o evento. Ainda que não tenham se tornado clientes, eles procuraram saber mais sobre a companhia e os produtos oferecidos? Se mostraram receptivos para novas abordagens? Têm interesse em negociar com a empresa?

Captação de novos clientes.

Esse fator é conhecido por todos e, comumente, é um dos únicos avaliados para medir o sucesso de uma ação. Mas, vale ressaltar que a o participante só se torna cliente, nesse caso que apresentamos, se as métricas anteriores tiverem sido favoráveis em relação a ele. Ou seja, torná-lo um cliente é uma consequência do impacto que o evento trouxe.

Ferramentas para calcular o ROI do seu evento corporativo.

Inicialmente, é importante que a empresa tenha ao menos dois mecanismos para mensurar o resultado de um evento: uma ferramenta de pesquisa e uma plataforma de CRM (Customer Relationship Management). A pesquisa pode ser feita através de serviços como o QuickTapSurvey ou aplicativos para dispositivos móveis desenvolvidos para o evento. Quanto ao CRM, trata-se de um item fundamental para segmentar os clientes que serão convidados e mensurar os resultados das vendas que surgiram a partir do evento.

Calcular o ROI de eventos não é tão simples quanto parece. Pensar apenas nos investimentos financeiros aplicados ao evento e o resultado em vendas que ele trouxe, pode apresentar uma resposta muito rasa. Além disso, essa avaliação é fundamental para que a empresa aprimore suas abordagens e formas de comunicação.

A TP Eventos esta preparada em calcular seu ROI e prestar todos os serviços necessário para excelência em seus eventos.

,

REMÉDIO PRA ALMA – Grupo Saracura

Por meio da música, o projeto Canta pra Sarar, do Grupo Saracura, leva bem-estar a crianças internadas.

Na capital paulista, um grupo de jovens músicos encontrou um palco especial para tocar e cantar: as alas infantis de internação, pronto-atendimento e UTI de hospitais. A iniciativa é do Grupo Saracura, que iniciou o trabalho em 2005 em um hospital privado. Entre 2011 e 2012, com o projeto Canta pra Sarar, os músicos chegaram aos serviços públicos de saúde, incluindo unidades neonatais. A ação, que contribui para a humanização do ambiente hospitalar, é fundada na valorização do cancioneiro popular, tradição a que os jovens do grupo se dedicam a pesquisar e divulgar nos hospitais, ajudando a atenuar o sofrimento dos pacientes e seus familiares, transformando o espaço em um lugar melhor também para os médicos e funcionários.

Os músicos do Saracura atuam em duplas ou trios e contam com violão, cavaquinho, sanfona e instrumentos de sopro. Com presença suave, jalecos coloridos, cantigas variadas, visitam as alas hospitalares. A “platéia” logo entra no universo lúdico da música. O clima contagia quem é cuidado e quem cuida, afastando-os por um tempo do foco da doença.  “Quando tem alta, a criança pode levar também boas lembranças da fase passada no hospital”, destaca o pediatra David Elias Nisenbaum, do Hospital Infantil Sabará, onde o Saracura atua há sete anos. “É remédio pra alma”, resume Maria Inês J. Teixeira, da equipe de enfermagem da instituição.

Boa Receptividade

Com idades entre 28 e 30 anos, os irmãos Mariana e Daniel Zacharias, Fabio Lyra, Felipe Glebocki e Gabriel Corrêa são os músicos principais e fundadores do Saracura, responsáveis pelo treinamento de outros músicos que se juntaram ao grupo à medida que o trabalho cresceu.

“No início, no Sabará, a ideia era tornar mais agradável o tempo de espera das crianças e familiares no pronto-socorro, mas a receptividade foi tão boa, que logo passamos às alas de internação e de UTI”, conta Mariana, cantora, graduada em psicologia pela PUC-SP. Uma mostra do trabalho do grupo, segundo ela, foi apresentada em vídeo em um congresso recente sobre humanização hospitalar, na capital paulista. Outra apresentação está prevista, neste mês de maio, em um congresso de enfermagem organizado pelo Senac, em Santo André (SP).

Hospitais Públicos

Com o projeto Canta pra Sarar, aprovado via Lei Rouanet, o Saracura faz visitas musicais ao ITACI – Instituto de Tratamento do Câncer Infantil, a unidades neonatais do Hospital das Clínicas, ao Hospital São Paulo e à Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Nestes dois últimos, o grupo já tinha ação voluntária.

A primeira visita na unidade neonatal do HC foi inesquecível para a dupla Fabio e Mariana. “Eram muitos recém-nascidos, mais de 20 por sala, muita gente cuidando, muito bebê chorando. Começamos a tocar e a cantar baixinho, aos poucos, e os bebês foram se ligando, parando de chorar. Quando saímos, não tinha choro”, conta Fabio, um violonista apaixonado por outro tipo de choro, como o de Jacob do Bandolim ou de Pixinguinha.

Fonte de Saúde

No ITACI, a voluntária Darcy Carvalho acompanhou duas apresentações do grupo e reforça que é incrível o efeito de trabalhos artísticos como o do Saracura com crianças hospitalizadas. “O grupo tem uma abordagem especial, afetuosa e de muito respeito, e a música, costumo dizer, faz milagres. A criança está lá internada, às vezes muito desanimada, sem apetite e energia para receber o tratamento. Depois da visita, você entra no quarto e ela está sentada, animada, comendo. Acho que a música é uma fonte de saúde.”

2014

Neste ano de 2014 o projeto será ampliado. Além de atuar na ortopedia da Santa Casa da Misericórdia, na pediatria do Hospital São Paulo, e dentro do HC em dois setores, BAM (Berçário Anexo a Maternidade) e ITACI (Instituto de Tratamento ao Câncer Infantil), o Grupo Saracura estará também no setor pediátrico do Hospital das Clinicas, o prédio do ICR, e também na AACD.

FICHA TÉCNICA

Grupo Saracura / Projeto Canta pra Sarar

    • Daniel Zacharias;
    • Fabio Lyra;
    • Felipe Glebocki;
    • Gabriel Corrêa;
    • Mariana Zacharias.

É possível guardar boas lembranças da passagem por um hospital?

O Grupo Saracura existe para provar que sim com o projeto Canta pra Sarar.
O Projeto faz parte da Lei Rouanet (lei Federal no 8.313/91).
Venha fazer parte deste projeto.

Para conferir fotos, videos e mais informações: 

 Facebook | YouTube | Projeto Cantar pra Sara

___________________________________________________________________________________________________

Ações de 2017: Apoiadores a Libbs Farmacêutica e GERDAU seja mais um apoiador deste incrível projeto.

Projeto 2017

PRONAC: 161607

Eventos

Nothing Found

Sorry, no posts matched your criteria